Navigation Menu+

Supervão inaugura noite vanguardista em POA

Posted on Mar 18, 2017 by

Supervão. Foto: Sol Nyrehtak

[et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”3.22.7″ custom_padding=”0px|||||”][et_pb_row _builder_version=”3.22.7″][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.22.7″][et_pb_text _builder_version=”3.22.7″ custom_padding=”0px||0px|||”]

Texto: Christian Locatelli

Na sexta, 10, o Bar Ocidente abriu as portas no formato de pub para iniciar uma nova proposta de noite em Porto Alegre, trazendo artistas vanguardistas da cidade para se expressarem e mostrarem suas ideias num formato de pocket show, com entrada franca das 18h às 20h. A banda convidada para inaugurar esse formato foi a Supervão, composta por Mario Arruda (voz, programações e sintetizadores), Leonardo Serafini (guitarra) e Ricardo Giacomoni (baixo), idealizadores do selo fonográfico Lezma Records. O evento também contou com intervenção poética do artista caxiense Guilherme Brandalise, do Vomitório, que escreveu suas palavras nas paredes e expôs Zines.

Quem não conhece a Supervão pode sentir falta, à primeira vista, da bateria no palco, mas basta começar o som que o espectador logo percebe que o beat é o coração da Supervão e que não falta nenhum instrumento para que a atmosfera seja construída e o recado seja passado. Começando com “Vitória Pós-Humana”, primeira faixa do EP Lua Degradê (2016), o grupo começa a edificar a sua textura no ambiente, invocando fluidez numa forma etérea e, antes de tocar a segunda música no show, Cadilac Olodum, Mario diz que a banda vai “começar devagar e ir fritando”, dando contexto para o verso que vem logo em seguida “vou te levar pra passear, vou te levar pra sambar na velô de você, na velô de você…”.

[/et_pb_text][et_pb_video src=”https://vimeo.com/208889836″ _builder_version=”3.22.7″][/et_pb_video][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row _builder_version=”3.22.7″][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.22.7″][et_pb_text _builder_version=”3.22.7″ custom_padding=”||0px|||”]

Além de tocar outras do Lua Degradê, a Supervão apresentou Tempo e indicou um pouco do que está por vir no próximo EP, a ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano, mostrando, também, uma diversidade na formação da banda: Ricardo e Mario vão para as guitarras e Leonardo para os controladores. Parafraseando Mario, Tempo fala sobre reencontrar perspectivas no futuro, ou o sentimento de falta delas, além de deixar as barreiras caírem com a simples ideia de querer encontrar um motivo para se juntar com os outros, deixando rolar, em tempos de intolerância. O som embala num beat constante e texturizado com temperos de sintetizadores, dando a impressão que se está em movimento, como que viajando num ônibus de luz dentro de um túnel-fenda no espaço e presenciando um passeio de cores e sabores à nossa volta.

Com a atmosfera construída e sentimentos aquecidos, Mario propõe de coração aberto “vamos fritar?” enquanto desce do palco e se mistura com a pista para cantar Crise de forma entregue e performática, onde gritos anunciam de onde a energia vem e para onde ela vai. Talvez, no fundo todos somos loucura. Ou pelo menos queremos ser. Com Mario ainda na pista, Degradê faz seguir o show e diz “Inapropriados, Inapropriados”, mostrando dinâmica no trem-supervãozístico.

Lua em Gêmeos e Reunião dão final ao setlist, trazendo força ritualística no embalo do surdo posicionado à frente de Mario, tocado de forma entregue e transcendente. Entrega é uma boa palavra para a apresentação. A banda ainda tocou um bis, Julia e Teresa, faixa ainda não lançada e uma possível integrante de um futuro disco, que traz suavidade e um beat um pouco mais lento, como que dizendo “até mais galera, tamo junto” guiando por um caminho encantado e nebuloso, místico de uma forma intrigante e ao mesmo tempo um vício por querer se aproximar mais dessas melodias que parecem surgir de um lugar muito distante no espaço.

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row _builder_version=”3.22.7″][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.22.7″][et_pb_text _builder_version=”3.22.7″]

Hiperligações

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row _builder_version=”3.22.7″][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.22.7″][et_pb_text _builder_version=”3.22.7″]

[Lezma Records] http://lezmarecords.com.br/

[Supervão] http://lezmarecords.com.br/supervao/

[Vomitório] https://issuu.com/vomitorio e https://www.facebook.com/pg/vomitoriozine/

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Submit a Comment